MAFRA

Esta localidade nos arredores de Lisboa, na chamada Região “saloia”, que abastecia a capital de produtos hortícolas, é conhecida pelo imponente Palácio-convento, o maior edifício português, construído no séc. XVIII por ordem de D. João V.

O Rei que ainda não tinha filhos, três anos após o seu casamento com D. Maria Ana de Áustria, prometeu aos frades franciscanos que lhes construiria um convento na localidade de Mafra, caso as suas preces para que um herdeiro nascesse, fossem atendidas.

Por ocasião do nascimento de D. Maria Pia (sua filha), iniciou-se a construção do edifício, cujo projeto inicial era bastante modesto. No entanto, e após a contratação do arquiteto alemão Ludovice o projeto sofreu alterações profundas possíveis de concretizar dado o fausto que se vivia em Portugal nessa altura, devido às riquezas provenientes do Brasil. Assim foi construído este monumento grandioso, (que além do convento para 300 frades, inclui uma basílica e um palácio real com 666 divisões), num tempo record de 1717 a 1730 para ser inaugurado na data do 41º aniversário do Rei.

 

Anexa ao Convento, a Tapada de Mafra, adquirida por D. João V em meados do séc. XVIII, para valorizar o enquadramento do edifício, foi usada como reserva de caça, estando atualmente aberta ao público.

Nos arredores merece visita na aldeia do Sobreiro, a Oficina de Cerâmica de José Franco, onde se poderá apreciar a recriação dos aspetos mais tradicionais da vida das aldeias da região, em tamanho real ou através de miniaturas animadas.

Próximo de Mafra, junto ao mar, a tradicional vila piscatória da Ericeira é muito procurada como estância balnear, e por surfistas atraídos pelas excelentes condições que esta praia e as que lhe são vizinhas (Ribeira de Ilhas, Lizandro) oferecem para a prática deste desporto.

 

ERICEIRA e AZENHAS DO MAR
Ericeira

Tradicional vila piscatória, a Ericeira desenvolveu-se muitíssimo durante o séc. XX pela crescente procura como zona de veraneio, mantendo todavia as suas características originais e uma atmosfera muito própria.

Situada a cerca de 50 km de Lisboa, numa zona de fácil acesso, as suas Praias são muito concorridas durante o verão, sendo consideradas das melhores a nível europeu para a prática de surf. Um destaque especial merece a Praia de Ribeira d`Ilhas, onde se realiza anualmente uma das provas do Campeonato Mundial de Surf, a partir de 2018 será uma das cidades a receber o GFNY PORTUGAL, tornando-se também conhecida por oferecer excelentes estradas para a prática do ciclismo.

Um passeio pela Ericeira é também uma excelente oportunidade para saborear os variados pratos de marisco e peixe fresco, especialidade gastronómica da região.

Azenhas do Mar
RESTAURANTES E CAFÉS

Local bastante acolhedor e moderno com ementa à base de peixes e mariscos da nossa costa. Aqui, no restaurante das Azenhas do Mar, junto à piscina, a uma azenha e ao mar, perde-se o olhar na praia. Com a maré cheia, a água deve chegar aos pilares da esplanada que está cá no alto. Por cima, fica a bonita povoação das Azenhas do Mar, toda muito branquinha construída sobre a rocha. Vê-se tudo isso daqui. Lá dentro ouve-se música ambiente, a condizer com o meio. As cores predominantemente claras refletem a luz. Metade do revestimento das paredes fica a cargo das madeiras em tom cru e os delicados estores de palha estão subidos para se ver as vistas. Uma seleção de vinhos bem elaborada. A comida é tão apreciada quanto a paisagem que daqui se avista.