CASCAIS

“PRECISO CADA VEZ MAIS DE IR PARA CASCAIS…”
Fernando Pessoa em Carta para Ophélia Queiroz, 1929

 

Cascais, a 20min de Lisboa, é uma das mais bonitas vilas portuguesas e uma das mais encantadoras de toda a Europa.

O mar, a areia branca, os belíssimos e luxuosos hotéis e as lojas de rua encantam os turistas o ano inteiro.

Um elegante retiro de verão da monarquia portuguesa durante o século XIX e um porto de abrigo da realeza europeia durante a Segunda Guerra Mundial, com o passar do tempo a cidade transformou-se num refinado pólo de cultura, desporto e uma qualidade de vida invejável.

Percorra a Rua Direita, que é a principal rua de comércio da cidade, onde se encontram bonitas lojas e vendedores de rua.

Há ainda pequenos centros comerciais e as famosas feiras de Cascais com excelentes oportunidades para adquirir peças de artesanato e boas pechinchas.

GASTRONOMIA

A proximidade do mar e o clima ameno aliam-se à tradição gastronómica, conferindo à região uma oferta marcante e variada, à base de peixes e mariscos.

Entre os pratos mais populares da região, encontra-se o robalo, o sargo ou o inigualável linguado de Cascais, bem frescos e acompanhados dos melhores ingredientes. O mar oferece naturalmente muito mais. Aguce o apetite com camarão, sapateira, percebes, lagostins ou lagosta, preparados aqui de forma única e tradicional.

Para terminar a refeição não se esqueça de provar um dos doces tradicionais: os Travesseiros, as famosas Queijadas de Sintra e as Areias de Cascais. A doçaria portuguesa elaborada à base de ovos é única na Europa, e provavelmente no mundo.

Quanto aos vinhos, a qualidade dos melhores tintos portugueses é reconhecida internacionalmente. Na região é produzido o requintado vinho digestivo de Carcavelos. Trata-se de um vinho licoroso, produzido em Região Demarcada (VLQPRD), de cor topázio, aveludado e com um aroma amendoado.

Mesmo ao lado, na zona de Sintra, é produzido o vinho de Colares. São vinhos tintos e brancos de mesa, cuja região de produção tem a classificação “DOC – Denominação de Origem Controlada” e estende-se ao longo da costa, com as vinhas protegidas por dunas de areia.

Escolher um restaurante é realmente fácil, graças à grande oferta disponível. Dos mais requintados aos mais populares, a ampla variedade de pratos vai certamente surpreendê-lo.

 

ONDE COMER
  • Atlântico Bar e Restaurante
  • Casa da Guia
  • Confraria (japonês)
  • Chef’s table
  • Porto Santa Maria
  • The Mix – Hotel farol Design
  • Baia do Peixe
  • Moules e Gin
  • Os Prazeres da carne
  • Coma um sorvete em Santini no principal risco em Cascais
  • Coma um “Pastel de Nata” no “O Mundo precisa de Nata” no centro de Cascais e por alguns chocolates em “Arcadia” (estas lojas estão em frente à Pizza Hut, também o escritório de turismo está ao lado).
  • Coma o melhor cachorro-quente do mundo em uma van estacionada em Boca do Inferno, no final da Guincho Road e assista a um pôr-do-sol deslumbrante.
  • Visite o mercado com peixe, vegetais, frutas, carne, tudo fresco! Na quarta e sábado no dia seguinte no centro de Cascais. Coma um macarrão no Gulli no Centro de Cascais (na baía de Cascais). Coma alguns frutos do mar tradicionais em qualquer restaurante de frutos do mar, peça: ameijoas (peça um pouco de pão para o molho), percebe, sapateira, navalheiras.
  • No Estoril você pode ir ao Casino para jantar ou tomar uma bebida (jantar em Zeno ou um restaurante japonês lá).
  • Para beber um bom vinho, você deve escolher o vinho do DOURO, ALENTEJO ou SADO. O vinho caro não significa bom vinho.

 

ONDE COMER PEIXE FRESCO
  • Baía do Peixe (no centro de Cascais, na baía)
  • Furnas do Guincho (na estrada Guincho)
  • Mar do Inferno (em Boca do Inferno, no final da Guincho Road)
  • Visconde da Luz (no centro de Cascais)
  • Vela Azul (na Pampilheira, Cascais, perto da farmácia de Cascais) – restaurante muito modesto, barato com ótimos peixes, você tem que comer “açorda”
  • Garret no Estoril, perto de Casino, é bom comer alguma coisa a qualquer momento – até às 19:00

 

ONDE COMPRAR
  • CASCAIS Shopping

 

LUGARES PARA CONHECER

Baía de Cascais: praticamente todos os caminhos em Cascais vão dar à Baía. É onde se encontra a sede do município e onde durante o ano se organizam inúmeros eventos. Da Baía andando em qualquer direção encontra restaurantes, bares lojas, jardins e muito mais.

Marina de Cascais: escolhida para ser o local de partida e de chegada do evento além de acolhera Expo do GFNY Portugal é, por vocação, palco de grandes eventos internacionais. Um espaço nobre de acolhimento, lazer e conforto a todos que por lá passam. Da inspiração e persistência recolhida desses antepassados, a Marina de Cascais assume-se como um projeto ambicioso do séc. XIX, aliado do ambiente e das novas tecnologias.

Além do belíssimo lugar,poderá desfrutar dos diversos restaurantes com vistas deslumbrantes.

Parque Marechal Carmona: Este parque, onde se situa o Museu Condes de Castro Guimarães, é o lar de muitas aves, como patos, cisnes, pavões, e também de belas plantas e flores. Tem um espaço bastante grande para as crianças brincarem livremente sem que os adultos as percam de vista, e um café junto ao lago onde a maioria das aves se junta.

O parque complementa a beleza da zona, eleita da burguesia e aristocracia Portuguesa e estrangeiras, desde o século XVIII, e é composto por varias zonas ajardinadas, espaços relvados, um troço de ribeira e vários lagos, um parque de merendas, uma estufa, um campo de jogos tradicionais, uma biblioteca juvenil, um mini-zoo e um espaço infantil dividido em três zonas distintas, de acordo com a idade dos utilizadores.

Casa da Guia: Mais um bonito espaço para se visitar e relaxar. Outrora a Quinta dos Condes de Alcáçovas, ainda está preservado o seu emblemático palacete do século XVII, totalmente recuperado.

Encostado ao oceano a caminho da Praia do Guincho, poderá encontrar lojas, restaurantes, esplanadas e uma vista perfeita para apreciar.

Praia do Guincho: Situada a cerca de 8kms do centro de Cascais, banhada pelo Oceano Atlântico, é excelente para a prática de desportes náuticos. Ficou famosa num dos filmes de James Bond “Ao serviço de Sua Majestade” e nos anos 90 foi um dos locais da Taça do Mundo de Windsurf. Hoje em dia, com asfalto perfeito, é local de treinos para ciclistas, onde ocorrem vários eventos durante o ano.

Jardins do Casino Estoril: Ex-libris do Estoril, é um jardim de grandes dimensões que se estende desde o Casino até à Avenida marginal. Sempre com uma apresentação imaculada, conta com extensas áreas relvadas, diversas árvores, bancos, fontes e alguns lagos.

A vista para o mar acompanha, na perfeição, qualquer passeio, atividade física ou uma das várias exposições ou eventos que por lá costumam acontecer.

Boca do Inferno: Localizada na costa oeste da Vila, é uma espetacular formação geológica que deve o seu nome, “Boca do Inferno”, à analogia morfológica e ao tremendo e assustador impacto das vagas que aí se fazem sentir.

Em tempos terá sido uma caverna talhada na rocha pelas águas das chuvas e pela força das ondas, cujo teto acabou por abater. É um local de grande impacto visual e sonoro e com um pôr do sol inesquecível.

Museu Condes de Castro de Guimarães: O Museu-biblioteca, com o nome do seu doador, abriu ao público em 1931. Nas obras de adaptação a Museu houve o cuidado de manter o ambiente de uma casa habitada, tendo sido valorizados a arquitetura interior e os seus motivos decorativos.

Neste local poderá apreciar peças de grande valor artístico e documental, incluindo obras de arte que retratam Cascais, de autores portugueses e estrangeiros, louça indo-portuguesa e uma excelente sala de arqueologia. Merece também destaque a biblioteca, com cerca de 2.500 volumes raros.

Praia do Tamariz: Situada no Estoril, junto à estação de caminho de ferro, a praia do Tamariz é a mais cosmopolita do Concelho de Cascais. Separada dos jardins do Casino do Estoril pela Estrada Marginal e a linha do Comboio, é um dos polos de atracão turística da região, reunindo vários bares e discotecas.

Por estar localizada junto à estação ferroviária e ao terminal de autocarros, é um dos destinos preferidos de quem utiliza os transportes públicos.

Farol de Santa Marta: Com projeto de arquitetura de Francisco e Manuel Aires de Mateus e programa museológico de Joaquim Boiça, o Farol Museu de santa Marta foi reabilitado com base num protocolo firmado entre a Câmara Municipal de Cascais e o Estado-maior da Armada Portuguesa. Abriu ao público em julho de 2007, o seu modelo é inédito no país, ao conjugar espaços expositivos com a função de sinalização costeira, supervisionada pela Direção de faróis da Marinha.

À exceção da bala de canhão encontrada em escavações arqueológicas camarárias no recinto, a coleção do Farol Museu de Santa Marta foi inteiramente restaurada e depositada no farol Museu pela Marinha Portuguesa/Direção de Faróis.

 

OPÇÕES DE LAZER

Visite “Feira do Artesanato” no Estoril, perto do casino é uma feira de artesanato e pode também jantar lá (sardinha ou algo típico).

Alugue uma bicicleta no centro de Cascais, perto do McDonald’s ou no final da Guincho Road (é grátis!) Dê uma volta na estrada à beira-mar, perto do mar, comece em Cascais, por trás do Hotel Albatroz até São João do Estoril (há muitas praias e lugares para comer e você pode andar de Cascais ao Estoril).

Alugue uma prancha de surf, windsurf, paddle ou outro desporto aquático no Guincho, atrás do hotel Muxaxo.

No Guincho você tem praia de Abano, Praia de Ponta da Galé e Praia de Crismina (tudo lindo).

 

SAIBA MAIS SOBRE CASCAIS

Se você quer ir a Lisboa, não faça um dia quente ou um domingo, porque você encontrará a maioria das coisas fechadas. Pode ir de carro pela estrada marítima “marginal” de Cascais até Lisboa, seguir o mar e o comboio, ou pode ir de comboio. A estação de trem fica no centro de Cascais e sai na última saída (Cais do Sodré) e depois passa a “Baixa / Chiado”.

www.visitcascais.com